Mídias Biológicas no Aquário: Para Que Serve?

Neste artigo iremos descrever como as mídias biológicas têm a função de oferecer uma superfície para a fixação de bactérias nitrificantes.

As mídias biológicas são componentes fundamentais para manter a qualidade da água em aquários, uma vez que são responsáveis por abrigar bactérias benéficas que realizam a decomposição de resíduos orgânicos produzidos pelos peixes e outros seres vivos presentes no ambiente aquático.

Existem diversas opções de mídias biológicas disponíveis no mercado, e uma das mais populares é a utilização de materiais porosos, como pedras, cerâmicas ou plásticos com superfície ampliada.

No entanto, também é possível utilizar materiais biológicos, como casca de coco, musgo de esfagno e até mesmo plantas aquáticas.

As mídias biológicas têm a função de oferecer uma superfície para a fixação de bactérias nitrificantes, que são responsáveis por transformar amônia em nitrito e posteriormente em nitrato, compostos menos tóxicos para os peixes.

Essas bactérias colonizam a superfície das mídias biológicas, formando uma camada de biofilme que serve como uma espécie de filtro biológico.

mídias biológicas

Onde Utilizar as Mídias Biológicas

As mídias biológicas podem ser utilizadas em diferentes tipos de filtros, como o filtro interno, o filtro externo e o filtro biológico de fundo, também conhecido como sump.

Em geral, recomenda-se utilizar cerca de 1 litro de mídia biológica para cada 50 litros de água no aquário.

Embora essa proporção possa variar de acordo com as espécies de peixes e a quantidade de carga biológica presente no ambiente.

A escolha da mídia biológica mais adequada para o seu aquário dependerá de diversos fatores.

Por exemplo o tamanho do aquário, a quantidade e as espécies de peixes, o tipo de filtro utilizado e o seu orçamento.

Manutenção das Mídias Biológicas

No entanto, independentemente da opção escolhida, é fundamental realizar uma manutenção regular das mídias biológicas.

Lavando-as periodicamente em água doce para remover detritos e resíduos acumulados.

Além disso, é importante destacar que as mídias biológicas não são capazes de remover substâncias químicas da água, como cloro, metais pesados e compostos orgânicos voláteis.

Para isso, é necessário utilizar outros tipos de filtros, como o filtro de carvão ativado ou o filtro UV.

Em resumo, as mídias biológicas são componentes essenciais para manter a qualidade da água em aquários, oferecendo uma superfície para a colonização de bactérias nitrificantes.

A escolha da mídia mais adequada dependerá de diversos fatores, mas é importante realizar uma manutenção regular para garantir o seu funcionamento adequado e a saúde dos peixes e outros seres vivos presentes no ambiente aquático.

Quais os Tipos Mais Usadas de Mídias e Suas Marcas?

mídias biológicas

Existem diversos tipos de mídias biológicas disponíveis no mercado.

A escolha dependerá de diversos fatores, como o tamanho do aquário, a quantidade e as espécies de peixes, o tipo de filtro utilizado e o seu orçamento.

A seguir, apresento alguns dos tipos mais comuns de mídias biológicas e algumas marcas populares:

  1. Cerâmica porosa: essa mídia é uma das mais populares e oferece uma grande área de superfície para a colonização de bactérias nitrificantes. Algumas marcas conhecidas são a Sera Siporax, a Eheim Substrat Pro e a Fluval Biomax.
  2. Plástico poroso: outra opção comum são as mídias biológicas feitas de plástico poroso, que também oferecem uma grande área de superfície para a fixação de bactérias. Algumas marcas conhecidas são a MarinePure, a Biohome Ultimate e a AquaClear BioMax.
  3. Carvão ativado: o carvão ativado é uma mídia que é capaz de remover substâncias químicas da água, como cloro, metais pesados e compostos orgânicos voláteis. Algumas marcas conhecidas são a Seachem Purigen, a AquaClear Activated Carbon e a Fluval Carbon.
  4. Musgo de esfagno: essa mídia é uma opção mais natural e de ótima utilização em filtros internos e externos. O musgo de esfagno é capaz de abrigar bactérias benéficas e também ajuda a manter a água limpa e cristalina. Algumas marcas conhecidas são a Marimo Moss Ball e a Aquatic Arts Java Moss.
  5. Plantas aquáticas: algumas espécies de plantas aquáticas podem ser utilizadas como mídias biológicas, uma vez que abrigam bactérias benéficas e ajudam a remover substâncias tóxicas da água. Algumas das espécies mais populares são a Elodea, a Anubias e a Amazon Sword.

Conclusão

Em suma, é importante destacar que a lista acima não é exaustiva e que existem outras opções de mídias biológicas disponíveis no mercado.

Antes de escolher a mídia mais adequada para o seu aquário, é fundamental pesquisar sobre as opções disponíveis e considerar as necessidades específicas do seu ambiente aquático.

Avatar

Sobre o autor | Website

Sou aquarista a mais de 20 anos e criei esse espaço para compartilhar minhas experiências com você que é iniciante ou até mesmo experiente no hobby. Com esse blog podemos expandir os níveis de conhecimento mútuo e dilvugar de forma abrangente o hobby no Brasil.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

*

Seja o primeiro a comentar!